Google não vendeu braços robóticos por falha em teste da escova de dente

Google trabalha com inteligência artificial e redes neurais já faz algum tempo. Há uns meses, a companhia até explicou como ela desenvolveu um dos softwares voltado para braços robóticos — no caso, ele mostrava como os braços conseguiam agarrar objetos, por exemplo.
Porém, de acordo com um relato do Bloomberg, essa área nunca trará lucro para a companhia. Como exemplo, a Google já tentou vender braços robóticos para diversas fabricantes, porém, a ideia foi deixada de lado, já que os “braços” falharam no “teste da escova de dente”.
O que seria o “teste da escova de dente”? Bem, é uma política criada pelo fundador da Google, Larry Page, para definir as ações da companhia: a Google não vende produtos que não sejam viáveis para bilhões de pessoas.
Ainda levará uns bons anos para vermos soluções “domésticas” com braços robóticos
“O veredito (de não ver os braços) foi feito no final de 2015, um pouco antes da equipe de robótica da Google se juntar ao laboratório X, da Alphabet. Os cientistas que trabalharam no projeto comentaram certas frustações pela cautela da Google (…) dando como exemplo outras divisões da companhia, como os carros autônomos”, comenta o site.
Tudo isso significa uma coisa: ainda levará uns bons anos para vermos soluções “domésticas” com braços robóticos no mercado. Abaixo, você vê um vídeo mostrando a tecnologia da Google.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *